20 de março de 2017

Você consegue sim!

Foto: Aidan Meyer

Calma menina, vai dar tudo certo na prova hoje. Você estudou? Se dedicou? Prestou atenção nas aulas? Então relaxa, vai dar tudo certo. Apenas não se cobre de mais. Não se exija de mais. Você sabe que consegue! E se não der, não precisa se desesperar. Se precisar chorar, chore. Mas não desista e não diga que não consegue. Eu confio em você, e você também precisa confiar mais em si mesma. Você não chegou até aqui para nada. E nunca, jamais, se deixe levar pelos seus medos e preocupações. Você é boa SIM! Você consegue SIM! Apenas não desista.

Você se preocupa muito, e por isso acaba se autossabotando. Não faz isso consigo mesma menina. Sei o quão importante são as notas para você, e sei também que você só chegou onde chegou, por causa delas. Mas isso não significa que elas te definam. Você NÃO É a sua nota. Elas são apenas uma pequena parte de você, e não o seu todo. Então, não se desespere por elas. 

Sei o quanto você se esforça, sei o quanto você é boa, mas nem todos os instantes são momentos de glória. Não se desespere com isso. Você não está sozinha nessa. Basta olhar ao seu redor, para você perceber que outras pessoas estão sentindo o mesmo que você. Se una a elas, e em uma prece silenciosa, peça a Deus para que vocês passem a se sentirem mais confiantes, para que vocês tenham mais fé em si mesmos.  

Eu confio em você, e você deveria confiar também. A sua parte você fez, então agora vai lá e arrasa menina. Confie no potencial que você tem. Faça a prova com calma, e use todo o tempo disponível ao seu favor. Não se desespere, e se mesmo assim você achar que não vai dar conta, tome uma água, conte até 100, e dê o seu melhor. Afinal, você consegue sim!

6 de março de 2017

Onde não há renúncia, não há amor

Foto: Jez Timms

Algumas semanas atrás visitei a igreja Sara a Nossa Terra, e na pregação o bispo falou sobre renúncia. Segundo ele, onde não há renúncia não há amor, e que se nós não renunciamos algo é porque não amamos a Deus. Essas palavras mexeram muito comigo, me fazendo questionar muitas coisas. 

Será que eu realmente amo a Deus ou apenas falo que o amo? Será que as minhas ações vão de encontro com aquilo que professo? Ou são apenas palavras vazias jogadas ao vento?

A equação dessas questões talvez seja simples, mas as sensações que a envolve não. Deus é amor, então como posso não amar o próprio amor? Como posso rejeitar algo tão grandioso?

Sendo humana eu cometo erros, muitos inclusive, mas isso não significa que não o amo. É claro que preciso renunciar mais, orar mais, jejuar mais. Mas todas as vezes que digo não para as coisas do mundo, estou mostrando que o amo. Mesmo que determinadas coisas pareçam inofensivas aos nossos olhos, mas por saber qual é a vontade de Deus e optar por fazer aquilo que o agrada, estamos demonstrando todo o nosso amor por ele. 

Sobre o amor em 1 João 4.8 está escrito que "quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor", e no versículo 19 João fala que "nós o amamos porque ele nos amou primeiro". E em Lucas 14.33 Jesus diz que qualquer um que não renunciar tudo o que possui não pode ser discípulo dele. Ou seja, é preciso renunciar os nossos desejos, as nossas vontades, para fazer aquilo que verdadeiramente agrada a Deus, e assim amar a Deus não apenas com palavras, mas com nossas atitudes. Porque onde não há renúncia, não há amor!

3 de março de 2017

Participei do Desafio 06 do Gospel Br


Se você já é leitor/leitora do blog (ou é meu/minha amigo/amiga) já sabe que eu vivo lendo livros que são postados no Wattpad. Sou leitora assídua da plataforma desde 2015, mas nunca havia postado nada por lá. 

Nessas minhas leituras constantes descobri que o perfil Gospel Br no livro de concursos deles, propôs que fosse escrito um conto que se passa no carnaval. O tema do desafio foi: Retiro - lutando contra a carne. Logo de cara eu me interessei pelo tema e decidi escrever algo, ai eu fui ver a data final para postagem e era para o dia 25/02, ou seja, eu tinha menos de três dias para escrever. Foi um verdadeiro desafio escrever esse conto, ainda mais em um tempo tão reduzido. 

Eu sinto que não dei o meu melhor nele, mas foi o que eu consegui nesse período. Por mais que eu goste muito de escrever, ainda tenho as minhas limitações. E sei que só vou vence-las escrevendo todos os dias, mas infelizmente não é isso que eu faço. Apesar dos meus apesares, eu gostei do resultado final.


SOBRE O CONTO

O nome da personagem principal surgiu quando eu já estava escrevendo o final do primeiro capítulo, e Julia foi o primeiro nome que veio na minha cabeça e de cara eu já gostei. Achei que combinou bastante com a personagem. Assim como o nome da Julia, os nomes dos outros personagens foram escolhidos durante a escrita, e sim, tem alguns personagens que são crossovers de algumas outras estórias que estou escrevendo.

Foi só no segundo capítulo que eu parei para pensar quem era realmente a Julia, e foi ali que decidi o que iria acontecer no retiro que faria ela aprender algo. 

É preciso conciliar, é um conto pequeno que tem apenas 3 capítulos + epílogo, tendo no total 2531 caracteres. Inicialmente o conto iria se chamar "Aprendi no retiro de carnaval", mas depois de muito pensar acabei trocando paro o título que está agora.

A capa do conto foi eu mesma que fiz, então não está profissa, já que não manjo das edições. Fiz no editor online Canva (super recomendo), e achei o resultado satisfatório para alguém que entende bem pouco dessas coisas.




SINOPSE: Julia é uma jovem cristã de 18 anos que quando se vê dividida entre os estudos e a igreja, acaba optando por se dedicar exclusivamente aos estudos, deixando as coisas de Deus de lado. Mas é no retiro de carnaval realizado pelo grupo de jovens da igreja em que congrega, que ela descobrirá o quão importante é conciliar.




Para ler o conto é só clicar AQUI. A Julia está esperando a sua leitura. E caso você goste, dê uma estrelinha e deixe um comentário, é de graça e vai deixar o meu dia mais colorido <3 

28 de fevereiro de 2017

Tudo sobre o meu curso técnico em Administração


Já falei aqui no blog sobre os 4 motivos para você fazer um curso técnico, e entrevistei dois amigos técnicos das áreas de Design de Interiores e Mecatrônica, e hoje vim falar sobre o curso técnico de Administração que eu conclui em 2015.

Em 2014 iniciei o curso técnico em Administração no Senac, e como ganhei bolsa pelo PRONATEC, eu não faço ideia de quanto seja a mensalidade. Na época eu estava no 2º ano do ensino médio, e escolhi o curso com a ajuda dos meus pais. Optei por Administração porque era o curso que estava com bolsas, e também porque o meu pai vivia dizendo para eu fazer uma graduação em Adm, e como essa opção nunca foi muito por mim e mais por eles, fiz o técnico.

Confesso que tive vontade de desistir inúmeras vezes, mas como os meus pais sempre me incentivaram a continuar, acabei não desistindo (obrigada pelo apoio família <3). Em 2014 foi um ano bem tranquilo no quesito estudos e tempo, mas em 2015 foi tenso. Hoje em dia eu tenho mais tempo para me dedicar a faculdade que no meu último ano no técnico, pois além de fazer o técnico a noite (fiz ele em paralelo ao ensino médio), a tarde eu fazia estágio, pela manhã eu fazia o 3ão, e no que restava de tempo livre eu estudava para o ENEM e fazia os trabalhos da escola. Ainda não consigo acreditar que consegui dar conta de tudo haha.

ESTÁGIO
O estágio não era obrigatório, mas como eu não tinha experiência no mercado de trabalho e era no curso que eu estava conhecendo de verdade esse outro lado do mundo, eu optei por fazer um estágio. Estagiei pelo CIEE por 9 meses na CDL de Criciúma, onde eu pude fazer ligações de algumas coisas que eu aprendia no curso com a realidade do mercado de trabalho.

MATÉRIAS
O meu curso era de segunda a quinta, ou seja, eram quatro matérias por semana. E quando uma matéria acabava, outra vinha no lugar. Ao todo foram vinte e nove matérias divididas em dois módulos (1º módulo: 2014, 2º módulo: 2015). As matérias que tive foram: Promoção do Trabalho em Equipe, Carreira Profissional e Pessoal, Comunicação Verbal e Não-Verbal no ambiente de Trabalho, Redação Empresarial (foi a que mais gostei, pena que durou pouco tempo), Criação e Formatação de Textos, Criação e Formatação de Planilhas Eletrônicas, Fundamentos do Processo Organizacional e Administrativo, Processo Organizacional e Administrativo, Fundamentos de Marketing e Vendas, Princípios da Matemática Financeira, Fundamentos do Processo de Produção, Controle de Fluxos de Estocagem e Bens Patrimoniais, Fundamentos do Processo Contábil e Financeiro, Processo Financeiro de Contas a Pagar e a Receber, Estrutura e Controle de Fluxo de Caixa, Fundamentos do Processo de Recursos Humanos, Rotinas Administrativas do Processo de Saúde e Segurança do Trabalho, Rotinas do Processo de Departamento Pessoal, Elaboração da Proposta de Melhoria no Processo Administrativo (matéria em que auxiliava na criação do nosso trabalho de conclusão de curso).

PROPOSTA DE MELHORIA
Nos técnicos de Adm do Senac, o trabalho de conclusão do curso é chamado de proposta (ou projeto) de melhoria, e para a realização dessa proposta tínhamos uma matéria que nos auxiliava, chamada de Elaboração da Proposta de Melhoria no Processo Administrativo. Para a realização dessa proposta era preciso analisar uma empresa, ver os defeitos dela (seja no organizacional ou no visual), e depois de listados, escolher um deles para propor a melhoria, e seria encima disso que o trabalho deveria ser feito. No meu grupo nós escolhemos fazer o trabalho em um asilo, e escolhemos a parte de arquivos para elaborar a nossa proposta.

MERCADO DE TRABALHO
O mercado de trabalho para um técnico em Administração é bem vasto, já que tudo envolve a administração, e esse é um dos motivos de eu não ter me arrependido de ter feito o curso. Ainda não trabalho na área, pois estou focada na minha graduação (que é em História, onde pretendo seguir carreira), mas caso em algum momento dê errado, eu tenho uma segunda opção (e isso me deixa bem mais tranquila em relação ao meu futuro profissional). Acredito que o mais legal de fazer Adm é que mesmo que você decida fazer uma graduação em outra área (como é o meu caso), você poderá utiliza-la como um apoio, pois ela se encaixa em todos os lugares.

Fiz esse post com o intuito de mostrar para vocês um pouquinho sobre o meu curso técnico, e quem sabe ajudar alguém na decisão de fazê-lo ou não. Um (ou mais) beijo(s), e que março seja um mês lindo para todos nós <3