Das coisas que eu abri mão

6.7.17

Foto: Matthew Henry

Sou sempre assim, começou as aulas, adeus mundo. Minha vida gira em torno dos estudos desde os 7 anos (ou seria 6?). Sem pausa. Apenas mais e mais coisas ao longo do tempo. Eu gosto disso. As vezes (várias delas) canso, mas não desisto. Nunca. 

Abro mão de muita coisa para me dedicar ao meu sonho. Igreja, saída com os/as amigos/as, cinema, encontros. Muita gente consegue fazer tudo isso, eu não. Talvez eu até consiga, mas não com o mesmo rendimento. E rendimento pra mim é tudo. 

Eu sei o que eu quero, e estou disposta e sacrificar algumas coisas. As vezes é preciso. Desde que não me faça mal, é claro. 

Não me importo se passo os meus fins de semana trancada no meu quarto lendo e fazendo trabalhos. Pois no final sempre vale a pena. E é por isso que eu não desisto, continuo firme. Muita gente não entende esse fascínio por boas médias, mas elas mostram o meu esforço. E isso não diz nada sobre ser melhor que o outro. Não. É apenas aquela recompensa interna por ter dado o meu melhor . E veja, o melhor depende muito do momento interno no qual estamos vivendo, portanto, o melhor, nem sempre é O MELHOR, mas é o melhor que podíamos para o momento. E isso já conta muito. 

Esse primeiro semestre de 2017 foi bom, cansativo, exaustivo, mas bom. Passei por algumas crises existenciais, até compreensíveis, afinal, sou humana. Pela primeira vez fiquei ansiosa por causa de uma prova e tive que tomar chá para me acalmar antes de ir para a universidade, reprovei em uma das seis matérias, passei nervoso por um bocado de trabalhos, e consegui uma bolsa no PIBID. Foi um semestre um pouco complicado, mas que deu certo no final. 

O que eu quero dizer com isso tudo? Que o blog está de volta, com uma maior frequência de posts até que as aulas voltem novamente e me faça voltar para o meu mundinho particular dos trabalhos. Até lá, espero por você aqui no blog sempre. Obrigada por acompanhar o VP e não desistir dele nos meus momentos de pausa <3

LEIA TAMBÉM: Você consegue sim!

Leia também

11 comentário(s)

  1. Me identifiquei com muita coisa no texto! Principalmente das boas médias!! Agora aproveita as férias e descansa ❤❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensa na minha felicidade ao te ver por aqui ahushau. Obrigada por comentar, e pode deixar que irei descansar ❤

      Excluir
  2. Li seu texto e lembrei um pouco de como era na faculdade. Coloca cansativo nisso, mas faz parte e é necessário muita dedicação se quisermos nos superar sempre. Sempre vale a pena no "final". As recompensas virão e pelo que percebo já chegaram, parabéns pela bolsa. Bom saber que vai se dedicar mais ao blog nestes dias, eu assumo que não consigo ficar muito tempo longe do meu. A blogosfera me trouxe tanta coisa boa, graças a Deus. Beijos <3
    Charme-se

    ResponderExcluir
  3. Nossa, me identifiquei muito com isso! Quando eu fazia técnico, eu tinha provas constantemente e tinha que estudar DEMAIS. Perdi as contas de quantas vezes deixava de sair no final de semana, com amigos, com meus pais mesmo.. pra me dedicar à escola. Mas sim, com certeza vale a pena e tu vai ser recompensada por tudo isso! Espero que possa aproveitar as férias e descansar agora <3 Além de poder aparecer mais por aqui no VP, heheh =)

    Mil beijos!

    Letras na Gaveta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, espero também ahush. Obrigada Mari, beijos <3

      Excluir
  4. Nesse último ano que passou foi exatamente isso, abri mão de MUITA coisa pois já tinha passado um ano inteiro estudando e reprovei no vestibular. Arregacei as mangas e decidi que não podia ficar desperdiçando meu tempo assim e que aquele ano seria o último de cursinho. Me dediquei como nunca e abri mão de muitas coisas. No final valeu muito a pena. Sempre vale. É só se lembrar que também é importante viver <3
    Coisa boa que no final deu tudo certo pra você, desejo o mesmo para esse próximo semestre :)
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que depois de uma negativa, agora tenha dado certo <3 obrigada!!

      Beijos <3

      Excluir
  5. "E veja, o melhor depende muito do momento interno no qual estamos vivendo, portanto, o melhor, nem sempre é O MELHOR, mas é o melhor que podíamos para o momento. E isso já conta muito."
    Menins, no fim das contas mesmo é isso que realmente importa!!!
    E é super compreensível sua fase! Fico feliz que tenha voltado para cá e possa se dedicar mais agora! E realmente se algo é importante pra você e e se isso te faz alcançar seus sonhos ou simplesmente fazer você se sentir bem consigo mesma então faça.A sensação de dever comprido após todo o esforço é recompensador! Seja bem-vinda a essa fase de tantas aprendizagens que é o período da faculdade! rs Só uma dica: não se cobre muito, dê o seu melhor se sinta feliz com isso. O resultado do nosso esforço vem no tempo certo, a vida é um turbilhão de aprendizagens com o tempo a gente vai percebendo que cada aprendizagem já é um mérito e uma conquista. Cada dia é um dia, cada abrir de olhos de manhã é uma oportunidade sendo renovada. Então, confie em si mesma, tudo que é feito com dedicação e amor já é em si mesmo uma conquista!
    A blogosfera agradece por você estar de volta!
    Beijos!!

    Ps.: Indiquei um post seu lá no meu blog, no post " Blogosfera conspira". Sei que não pedi autorização antes, mas espero de coração que fique feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu blog:
      www.vestidadeceu.blogspot.com

      Excluir
    2. "Não se cobre muito, dê o seu melhor se sinta feliz com isso", preciso trazer essa frase para a minha vida. Gostei muito das suas palavras Bárbara, vieram em uma boa hora.

      Inclusive visitei o seu blog e gostei muito do post onde você cita o VP, obrigada pelo carinho <3

      Excluir